Estória: narrativa de lendas, contos tradicionais de ficção.

História: narração ordenada, escrita dos acontecimentos e actividades humanas ocorridas no passado.

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Sexta-Feira 13

Uma ou seja, uma Sexta-feira no dia 13 de qualquer mês, é considerada popularmente como um dia de azar. Paraskavedekatriaphobia é o medo/fobia da Sexta‑feira 13. [4]

Dia escolhido segundo a cultura poular, a Sexta-feira 13 é conhecida como "o dia do azar" ou de "usar amuleto no bolso". A crença europeia revela que nas "Sextas-feiras 13, as bruxas estão soltas". A superstição de evitar 13 convidados à mesa é tradicional como uma reminiscência da Última Ceia, quando Jesus Cristo ceou com os seus 12 apóstolos, anunciando-lhe a traição de um deles e seu próprio martírio". [1]

A crença de que o dia 13, quando cai numa sexta-feira, é dia de azar, é a mais popular superstição entre os cristãos. Há muitas explicações para isso.


Os Templários

Esta superstição pode ter tido origem numa rixa entre o rei francês Filipe, o Belo, e a Ordem dos Templários, no séc. XIV, tendo o monarca declarado ilegal a Ordem. Os Templários foram presos simultaneamente em todo o país e alguns torturados e, mais tarde, executados por heresia. Isto ocorreu em 13 de Outubro de 1307. [1] [2]

Jesus Cristo

Outra possibilidade para esta crença reside no facto de que Jesus Cristo foi crucificado provavelmente numa sexta-feira treze. Na sua última ceia sentaram-se à mesa 13 pessoas, Jesus mais os 12 apóstolos [2] [3] [4], sendo que duas delas, Jesus e Judas, morreram em seguida, por mortes trágicas, Jesus por execução na cruz e Judas, provavelmente, por suicídio. [4]

Última Ceia de Leonardo da Vinci


Mitologia Nórdica

Antes disso, porém, existem versões que provêm de duas lendas da mitologia nórdica. Na primeira delas, conta-se que houve um banquete e 12 deuses foram convidados. Loki, espírito do mal e da discórdia, apareceu sem ser chamado e armou uma briga que terminou com a morte de Balder, o favorito dos deuses. Desta lenda surgiu a crença de que convidar 13 pessoas para um jantar era desgraça certa. [2] [3] [4]

A outra lenda nórdica envolve Friga (que deu origem a friadagr, sexta-feira), a deusa do amor e da beleza. Quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo, Friga foi transformada em bruxa. Como vingança, ela passou a se reunir todas as sextas com outras 11 bruxas e o demónio, ficando os 13 a rogar pragas aos humanos. [2] [4]


Bibliografia:
[1] Buonfiglio, M., s/ data. Sexta-feira – 13. Site disponível: Terra – Esotérico, URL:
http://www.terra.com.br/esoterico/monica/colunas/2006/01/13/000.htm.
[2] Duarte, M., s/data. Sexta-Feira 13. Site disponível: O Guia dos Curiosos, URL:
http://guiadoscuriosos.ig.com.br/index.php?cat_id=50570.
[3] Piccoli, V., s/ data. Sexta-Feira 13. Site disponível: Terra – Páginas Pessoais, URL:
http://paginas.terra.com.br/educacao/calculu/Artigos/Curiosidadesmat/sexta.htm.
[4] Wikipédia, 2007. Sexta Feira 13. Site disponível: Wikipédia – A Enciclopédia Livre, URL:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sexta_Feira_13.

1 comentários:

Sílvia Machado disse...

Cada vez melhor... pelo interesse de toda a informação que aqui tens colocado, vale realmente a pena a visita. Continua.